Líderes de movimento por maior policiamento e fim de assaltos na zona do Porto falam ao Amigos





Na próxima sexta (4) Pelotas vai assistir a uma passeata pelo enfrentamento dos assaltos e da violência na cidade, sobretudo na área do Porto, onde muitos jovens estudam na UFPel e se divertem à noite.

A ideia da manifestação começou nas redes sociais, pelo facebook. Em uma semana agregou cerca de mil pessoas.

No vídeo acima, entrevista com as duas líderes do movimento, Luíza e Alexandra.

Post relacionado
- Sociedade se mobiliza mais que os vereadores

- Siga o Amigos de Pelotas no Twitter
- Siga o Amigos de Pelotas no Facebook
- Política de comentários
- Amigos é eleito Melhor Blog de Notícias do Brasil em 2011

4 comentários:

Anônimo disse...

Ah, isso é uma bola de neve, o que causou essa intensificação de assaltos nessa zona?
Creio que um dos fatores é o porto ter se tornado um polo de universitários (aulas e lazer), esse próprios universitários ajudam a alimentar os criminosos comprando drogas deles, claro que não são todos, mas é uma prática comum, aí a bandidagem vai se chegando e se achando dona da zona.

Anônimo disse...

No Porto tem muito bar com festas sem licença alguma.
locais já foram lacrados e, dois dias depois funcionava normalmente.Na Bento Martins perto do posto Bubi tem um antro destes. Corre de tudo, até bauru.

Anônimo disse...

Primeiro mais uma vez a internet mostrando o poder que tem para mobilizar as pessoas, segundo as mulheres tomando redeas da situação, elas são demais!

Infelizmente parece que aqueles que vivem do serviço público tem uma preguiça no corpo, além da falta de condições adequadas tem muita malandragem nesse meio. Vide o exemplo que apareceu na tv esses dias onde apenas caso que aparecem na mídia são "tratados"..

otário disse...

O primeiro comentarista matou a charada: a culpa não é do poder público, não é da nossa cultura à violência e não é dos criminosos. A culpa é da vítima!